sosfaroldesantamarta@gmail.com

Facebook: sosfarol

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Chega de Esgoto








Farol de Santa Marta Pede Socorro!

Mesmo com chuva o evento esportivo reinvidicativo é realizado.

Dando continuidade às manifestações a favor do saneamento básico da Prainha do Farol de Santa Marta, jovens de 17 a 25 anos reuniram-se hoje dia 27 de fevereiro de 2011 para pedir apoio dos governates, da Casan e Prefeitura, para canalizar o esgoto e, futuramente, instalar uma estação de tratamento de efluentes.

As 14 horas, iniciou o campeonato sub-25 de futebol de areia, aproximadamente cem pessoas entre moradores, turistas e crianças, prestigiaram os jogos e por volta da 15 horas escreveram nas areias da Prainha um cordão humano clamando S.O.S, cartazes pedindo ajuda, e solicitando ao Governador saneamento básico.

Um problema que vêm agravando se ano a ano e chegou no seu limite. A prefeitura diz que é responsabilidade da Casan e a Casan diz que é responsabilidade da prefeitura. A comunidade de forma pacífica e afim de somar esforços com o poder público, pede para ser ouvida.

Chega de Esgoto! O destino turistico e a casa da comunidade tradional de pescadores artesanais FAROL DE SANTA MARTA PEDE SOCORRO. Certamente quem nos ouvir estará fazendo um bem de utilidade pública.

A solução só depende do envolvimento dos responsáveis, com apoio e aproximação da comunidade. Fornecer a canalização e um futuro tratamento do esgoto.

Acreditamos que isso é o progresso responsável. Chega de Esgoto queremos as praias limpas e um desenvolvimento responsável.

Atenciosamente,

Carolina G da Silva

Fotos e texto
ONG Rasgamar-Na defesa da Natureza

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Chega de Esgoto!



Haverá neste fim de semana, domingo 27 de fevereiro de 2011, mais um evento protesto a favor do saneamento básico da Prainha do Farol de Santa Marta.
Nos dias 12 e 13 de fevereiro aconteceu o Iº Campeonato de Futebol Feminino do Farol de Santa Marta, categoria mirim e infantil onde foi realizada uma manifestação pacífica e divulgada na imprensa local e estadual.
Agora é a vez do Sub-25, jovens de 17 a 25 anos estarão jogando em manifesto pela mesma causa.
Será realizada mais uma manifestação com faixa e cartazes para alertar as autoridades que agora queremos solucionar o problema.
A impunidade e a falta de interesse sobre o assunto deixaram a Prainha imprópria para banho e uma ameaça “ao ar livre” a todos que usufruem do espaço.
Atualmente são sete focos de esgoto em uma extensão que não chega a trezentos metros.
O evento visa chamar a atenção da população e das autoridades para o problema e abrir a discussão para a solução.
“Com dois mil metros de cano resolvemos a primeira parte do problema que é coletar o esgoto e tirar da faixa de areia. Num segundo passo seria a implantação das estações de tratamento para tratar o esgoto antes de despejar”. Afirma João Batista Andrade presidente da ONG Rasgamar.
“Os córregos pluviais estão sendo usados para despejar o esgoto “in natura” na Prainha desde o início da década de 80, nossos filhos não podem ir mais a praia”.
Fomos convidados pelos jovens a organizar um novo manifesto. Eles que tomaram a iniciativa e isso nos gratifica muito, pois sem envolvimento comunitário a solução fica difícil. Finaliza João Batista.
Um terceiro evento está sendo alinhavado para o mês de março com participantes de 35 a 55 anos, todos pescadores do Farol de Santa Marta, que estão se juntando a causa.
Será enviado convite especial ao prefeito de Laguna e ao presidente da CASAN para que ambos participem de uma mesa redondo com o Conselho Comunitário do Farol de Santa Marta, afim de tirar a proposta do papel.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011











Domingo foi o dia das “finais”, todas as meninas de idade entre 7 a 16 anos jogaram muita bola, se divertiram e manifestaram um só sentimento: Queremos a Prainha Limpa!

Resultado dos jogos:

Categoria Mirim

1° Lugar Prainha Limpa

2° Lugar Esperança

Categoria Infantil

1° Chega de Esgoto

2° Natureza

3° Farol Para Sempre

4°Prainha Viva

5° Unidas Pelo Farol

Agradecemos a todos que participaram do evento!

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Chega de Esgoto!








Farol de Santa Marta em Protesto!


Chega de esgoto! Queremos a Prainha limpa! 2011 fim do Esgoto na Prainha.
Faixas estendidas, bandeirinhas e a voz de dezenas de crianças da comunidade do Farol de Santa Marta clamam por solução.

O campeonato de futebol feminino reuniu entorno de 200 pessoas entre moradores e turistas para manifestação pacífica. Os times: Chega de Esgoto, Prainha Viva, Natureza, Unidas pelo Farol, Farol para Sempre, Esperança e Prainha Limpa, nas categorias mirim e infantil em busca do “grande prêmio” de ter a praia livre de contaminação por esgoto e de um desenvolvimento responsável para o Farol de Santa Marta.

A praia onde as crianças brincam e turistas descansam pede socorro.
Na próxima semana a Comissão Pró Saneamento Básico formada no ano passado vai se reunir para decidir o próximo passo, pois a CASAN e a Prefeitura Municipal convidadas a participar do evento não comparecerem.

Temos que resolver o problema, pois ele está expulsando o turista e denegrindo o nome do lugar. Isso é unanimidade e o melhor para todos, população, município e estado. Afirma João Batista Andrade, presidente da ONG-Rasgamar.

O empurra, empurra entre o Município e a estatal não ficou bem.

Um outro manifesto está sendo programado e agora queremos a participação da Câmara de Vereadores.

Uma Audiência Pública será convocada para apurar as responsabilidades e alinhavar uma solução.
Não podemos mais conviver com esse problema.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Chega de Esgoto!

PRAINHA em PROTESTO

Acontece neste fim de semana, 12 e 13 de fevereiro de 2011, o Iº Campeonato de Futebol Feminino do Farol de Santa Marta, categoria mirim e infantil.

O evento é um protesto pacífico contra o histórico problema de esgoto na Prainha do Farol. A situação piora a cada ano.

A impunidade e a falta de interesse sobre o assunto deixaram a Prainha imprópria para banho e uma ameaça “ao ar livre” a todos que usufruem do espaço.

Atualmente são sete focos de esgoto em uma extensão que não chega a trezentos metros.

O evento visa chamar a atenção da população e das autoridades para o problema e abrir a discussão para a solução.

“Com dois mil metros de cano resolvemos a primeira parte do problema que é coletar o esgoto e tirar da faixa de areia. Num segundo passo seria a implantação das estações de tratamento para tratar o esgoto antes de despejar”. Afirma João Batista Andrade presidente da ONG Rasgamar.

“Os córregos pluviais estão sendo usados para despejar o esgoto “in natura” na Prainha desde o início da década de 80 e até hoje somos ignorados pelas autoridades que não tem interesse em resolver o problema”, afirma um morador do Farol, “nossos filhos não podem ir mais a praia e os turistas foram escorraçados do Farol de Santa Marta pelo esgoto e pela falta de uma política de turismo responsável”, conclui.

Além de esgoto a ocupação desordenada e o uso da faixa de areia por 4X4 estão inviabilizando o lugar para o turismo.

A Prainha do Farol de Santa Marta está podre pelo despejo indiscriminado de esgoto, a Praia do Cardoso, a Praia da Cigana e a Praia Grande se tornaram estrada expulsando as famílias que não conseguem levar seus filhos por causa do tráfego de veículos.

O ano de 2011 está sendo encarado como um marco para resolver os problemas existentes no Farol, pois em pleno século 21 não é aceitável conviver com essa situação.

Esgoto a céu aberto, tráfego de veículos indiscriminado nas praias e ocupação de áreas de preservação permanente devem ser controlados, a fim de sustentar uma política de turismo voltada a preservação e valorização ao invés da destruição, a qual se intensifica a cada ano com sério risco de perda da saúde do ambiente e do atrativo turístico.

A Prainha é o lugar onde as crianças da comunidade e turistas brincam, além de ser a “recepção” de um destino turístico apreciado por muitas pessoas de diversas regiões do país.

No Farol de Santa Marta, a comunidade de pescadores artesanais, cerca de 200 famílias sobrevivem do turismo.

A CASAN e a Prefeitura Municipal de Laguna foram convidadas a participar do evento.







Fotos e texto: Rasgamar


terça-feira, 1 de fevereiro de 2011