sosfaroldesantamarta@gmail.com

Facebook: sosfarol

quarta-feira, 7 de abril de 2010

.

O FAROL PEDE SOCORRO

Cabo de Santa Marta Grande/Farol de Santa Marta. Laguna-SC. Foto: Bacha.

Patrimônio natural,
cultural e arqueológico
do Farol de Santa Marta
sob ameaça permanente


M A N I F E S T O
Abril de 2010

O esgoto na Prainha do Farol agride a saúde pública.

A especulação imobiliária ilegal e abusiva segue avançando nas margens das Lagoas de Santa Marta e próximo à comunidade da Cigana.

Lotes estão sendo vendidos sem licenciamento ambiental.

As praias do Cardozo, Cigana e Grande viraram estradas.

As dunas e os sítios arqueológicos são constantemente rasgados por pneus de motos, 4x4 e carros, deixando cicatrizes e escorraçando famílias e turistas que vêm para apreciar essas paisagens.

O fluxo turístico diminui a cada ano.

A situação chegou ao limite. A ausência de ações na fiscalização e controle da visitação compromete o meio ambiente e a sobrevivência das famílias.

A comunidade tem propostas de desenvolvimento sustentável com a criação da Reserva Extrativista do Cabo de Santa Marta Grande e do Parque Natural e Arqueológico Municipal, visando ordenar e preservar os patrimônios natural, cultural e histórico-arqueológico da região.

A ausência de ações governamentais e os interesses particulares de empreendedores criam barreiras para a concretização dessas propostas.

O Blog SOS Farol de Santa Marta foi criado para denunciar o que está acontecendo. Solicitamos o apoio dos moradores, turistas, organizações, profissionais liberais, imprensa, instituições e poder público para unir-se a esta causa.

Não queremos que aconteça com o Farol de Santa Marta o que já vigora em outros lugares, cujas “propostas de desenvolvimento” resultaram na padronização e empobrecimento geral.

O SOS Farol de Santa Marta reivindica seja sejam ouvidas as pessoas que admiram, amam e defendem a preservação das paisagens e da cultura locais.

As atuais e futuras gerações devem ter a oportunidade de apreciar este ambiente de beleza raríssima. E que os moradores nativos possam permanecer na sua terra e viver a sua identidade sem ameaças e sem predadores.

A partir de agora estaremos na rede para mostrar a posição da comunidade, como ela está reagindo e que medidas estão sendo tomadas pelas lideranças comunitárias.

Manifeste-se!









Um comentário:

  1. Será preciso mobilizar o Ministério Público Federal, o IPHAN na questão dos sitios arqueológicos e os órgãos ambientais! como o Instituto Chico Mendes em função da APA da Baleia Franca. E muita divulgação no blog e na imprensa. Boa sorte. Façam uma manifestação aqui na capital para chamar a atenção da mídia e dos poderes constituídos e EXIJAM A MANIFESTAÇÃO DA COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA. FAÇAM ELES TRABALHAR!
    Exijam uma audiência pública para oficializar as sacanagens e irregularidades!
    abs André Freyesleben

    ResponderExcluir

Participe com sua opinião e sugestão