sosfaroldesantamarta@gmail.com

Facebook: sosfarol

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

TRADICIONAL FESTA DE SANTA MARTA 2011

Farol de Santa Marta
26 a 4 de dezembro de 2011




Convidamos sua família a participar da semana comemorativa de Santa Marta a padroeira de
nossa comunidade.




Programação das festividades


Celebração das Novenas


26.11.2011 Sábado

20h00min: Abertura da semana de novenas na Igreja de São Pedro

 27.11.2011 Domingo


20h00min: Novena festiva com o Grupo Irmãos de Santo Antonio de Laguna


28.11.2011 Segunda feira


20h00min: Novena festiva com o Grupo de Irmãos de Magalhães



29.11.2011 Terça feira


20h00min: Novena festiva com o Grupo do Farol de Santa Marta



30.11.2011 Quarta feira


20h00min: Novena festiva com o Grupo do Farol de Santa Marta



01.12.2011 Quinta feira


20h00min: Novena festiva com a comunidade da Cigana



02.12.2011 Sexta feira


20h00min: Novena festiva com a comunidade de Campos Verdes




03.12.2011 Sábado



20h00min: Transladação com a imagem da padroeira e novena com a comunidade da Passagem da Barra.



23h00min: Baile com o Grupo Bailaço no Salão Paroquial



04.12.2011 Domingo




10h00min: Missa Festiva na Igreja de São Pedro



12h00min: Almoço no Salão Paroquial



16h00min: Procissão com a imagem da Padroeira Santa Marta



17h00min: Domingueira no Salão Paroquial com o Grupo Bailaço



19h30min: Intervalo



21h30min: Baile de encerramento com o Grupo Bailaço

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

ESTÃO PROSTITUINDO O NOME E A CULTURA DO FAROL DE SANTA MARTA


O histórico Farol de Santa Marta, construído em 1891 para guiar os navegadores e a centenária vila de pescadores construída em seu entorno tem seu nome e imagem prostituídos pela ganância dos novos exploradores.

A cada dia se vê a imagem ou o nome do Farol de Santa Marta, nosso símbolo, em alguma coisa.

Nomes de sites, camisetas, bares, pousadas, loteamentos e até imobiliária. Tudo comandado pelos “caros” de fora, oportunistas, que intensificam a prostituição.

Algumas mensagens fogem a regra e imitam campanhas da tradicional ONG-Rasgamar, nativa do Farol, ÚNICA, que atua desde a década de 80 produzindo camisetas artesanais com mensagens ecológicas para ajudar na preservação do patrimônio natural e cultural do lugar.

Infelizmente, algumas pessoas nativas do Farol de Santa Marta ao invés de fortalecerem a luta em defesa do patrimônio colocado a sua disposição, aliam-se a esses exploradores, falsificadores e oportunistas aumentando a prostituição que tende a se intensificar.

O resultado disso é que a cada dia aparece uma camiseta diferente, ou outro artigo usando a figura do Farol de Santa Marta, única e exclusivamente para vender, explorar, descaracterizar e contribuir para destruição do lugar.

Junto com a prostituição está vindo o público que ajuda a prostituir. A divulgação que estão fazendo do Farol de Santa Marta na mídia escrita e falada e a tendência suicida de fazer “eventos internacionais” coloca em cheque o último lugar “roots” de Santa Catarina.

E a coisa vai se agravar!

O Farol de Santa Marta está virando “TERRA DE NINGUÉM”.

Exploram o nome do lugar e depois do feriado e da temporada fecham o caixa e deixam os prejuízos.

Gente que não tem nenhuma vida social no lugar, não participa de nada. Estranho que se diz nativo, e o “nativo da ocasião” aqueles que não estão nem aí para o Farol de Santa Marta. Queimam o nosso nome e a nossa cultura, não conhecendo uma vírgula de nossa história.

Estabelecimentos onde tudo parece ser feito no Farol de Santa Marta, mas na real, tudo vem de fora, “Made in China”, enganam o turista, visando uma única coisa: O dinheiro!

A nossa arma é o consumo. O turista pode ajudar evitando esses produtos.

Exija procedência daquilo que você compra ou aluga e ajude a salvar o nome e a imagem do Farol de Santa Marta da prostituição total.

A mesma prostituição que está trazendo para o lugar milhares de pessoas SOMENTE para passar a noite, consumir bebidas alcoólicas, usar drogas pesadas e atordoar nossas famílias.

É triste pensar que há pouco tempo atrás tínhamos um público bem diferente.

Famílias, forró, reagae, free surf, contato com a natureza e nativos andando pelas ruas.

Uma boa lembrança. Do paraíso ao inferno!

Esse não pode ser o fim do Farol de Santa Marta.

Tome a sua atitude, informe-se, visite o espaço da Fundação Rasgamar, localizado na Prainha, conheça a nossa história e participe dessa discussão.

Colabore para a preservação da imagem, da natureza e da cultura do lugar. Este é o papel de quem o valoriza.

sosfaroldesantamarta@gmail.com
sosfaroldesantamarta.blogspot.com


Participe e divulgue a informação real da centenária comunidade de pescadores.